Arquivo do mês: novembro 2009

Herois não existem

Quando um soldado vai a guerra ele imagina o quanto árdua a batalha pode ser, se prepara bravamente para ela. Acredita que sua determinação e virtuosismo serão decisivos para uma batalha limpa, sem vitimas, sem efeitos colaterais…

Mas não é assim que as coisas realmente acontecem, trapaças, jogo sujo e articulações de conspirações são as regras de uma batalha que não se importam com vitimas e sofrimento. Até mesmo o ‘fogo amigo’ é contrario a ele próprio e percebe que às vezes não há nem mesmo um misero local seguro onde ele possa se restabelecer…

A dor e o cansaço, o desapreço e as traições, as feridas que nunca se curam e os cortes que cada vez mais se abrem… ele pensa que na desistência, a rendição as linhas inimigas, simplesmente aceitar a derrota em troca de… nada!

Não! Heróis não se entregam… nem mesmo devem esperar por uma condecoração, mesmo porque não há condecorações diante de tantas dores e cortes.

Heróis não abandonam seus amigos, pessoas por quem sua vida daria apenas em troca de um sorriso…

Heróis não são santos, são guerreiros e derrubarão sangue de quem se puser a sua frente… munir-se-ão de planos e armas para a batalha vencer ou morrer lutando…

Heróis não existem… são forjados a fogo, dor e tristeza! Ninguém deveria tentar ser um…

Quando Deus precisou enfrentar o mal, sabia que somente os guerreiros mais temíveis o conseguiriam… e assim Arcanjos se tornaram a Ira de Deus… eu sou um Arcanjo!

“Podem me levar para o inferno e me dilacerarem todos os dias pelo resto da minha vida que eu jamais me entregarei…”

Minhas considerações sobre mim mesmo da guerra da vida e da dor

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Cotidiano