Christiane F.

Photobucket

Durante a década de 80, Vera Christiane Felscherinow, mais conhecida como Christiane F., ficou mundialmente famosa por ter sua dramática adolescência com as drogas e prostituição revelada no livro autobiográfico “Eu, Christiane F., 13 anos, drogada e prostituída”. Lembro bem deste livro, já que ainda moleque, folheava a edição que minha mãe tinha e ficava notando os detalhes das fotos que ilustravam o mesmo, em especial, uma foto de um rapaz que havia sofrido overdose em um banheiro público. Lógico que meu grau de curiosidade era enorme, mas a preguiça de ler, ainda maior… mas não obstante, o drama se tornou um filme e assim pude assisti-lo na primeira oportunidade que surgiu, no então moderno Vídeo Cassete!

Para época, tanto o livro, como o filme foram realmente muito chocante. Porém, pouco ouvi falar mais sobre esse drama, e até pelo fato de estar lendo o livro “The Heroin Diaries” resolvi fazer uma pequena pesquisa sobre Christiane F.

Christiane nasceu em Hamburgo, na Alemanha em 62 e mudou-se para Berlim aos 6 anos de idade. Em 74, com 12 anos de idade, começou a fumar maconha com um grupo de amigos mais velhos. Gradualmente ela começou a experimentar drogas mais fortes como LSD e aos 13 anos acabou chegando a Heroína. Por causa do vício, acabou se prostituindo, junto com vários outros jovens drogados na estação de trem Bahnhof Zoo, em Berlim, ainda aos 13 anos.

Ela inalou pela primeira vez após assistir a um show de David Bowie e acabou injetando pela primeira vez em uma casa de banho público de Berlim, afundando-se assim cada vez mais no vício.

Em 1977, ela foi presa acusada de tráfico e consumo de drogas. Durante seu julgamento concedeu uma entrevista a dois Jornalistas, Kai Hermann e Horst Hieck, que se estendeu por dois meses e acabou se constituindo no famoso livro.

No inicio dos anos 80 participou de uma Banda de Rock (Sentimentale Jugend) e fez uma ponta no filme Alemão Decoder (1983).  Na mesma época, apesar de garantir estar longe das drogas, Christiane, voltou a ser presa (1983) no apartamento de um traficante,  e em uma entrevista na época confessou nunca ter ficado limpa das drogas.

Entrevista a revista STERN localizada na Web:

“Com 13 anos ela era uma junkie e vivia (?) da prostituição. O livro sobre sua vida exalta a liberdade. Mas a Christiane real, uma década depois, vive um exemplo do que as drogas podem fazer com a existência humana. Tola, idiota, nesta entrevista ela é um exemplo vivo: Não pelo que ela diz, mas sim pelo que ela é incapaz de dizer.

O apartamento em que reside é antigo prédio, 3 cômodos e pertence a Christiane Vera Felscherinow, mais conhecida como Christiane F. Na sala de estar há um sofá de couro, um colchão e um caixão preto (sim…um caixão preto bem no meio da sala). Em um dos cômodos um varal improvisado esticado de ponta a ponta cheio de roupas. Um filhote de dobermann ocupa o outro cômodo, coberto por jornais e com um forte cheiro de urina.

Em alguns dias Christiane completaria 23 anos. Ela se tornou símbolo da geração Junkie. Aos 12 ela experimentou maconha; aos 13 heroína e aos 14 entrou para a gangue da Estação Zôo uma famosa galera da pesada de Berlim. Mas ela sobreviveu.

Depois da parte de sua vida que foi narrada no livro ela começou a estudar contabilidade em uma pequena cidade ao norte da Alemanha mas caiu fora. Ela tentou ser cantora em uma banda punk de boteco, e pegou um pequeno papel em um filme ruim como go-go-girl.

E ela viajou o mundo todo sem propósito algum. Quando o filme sobre sua vida foi filmado ela trabalhou como consultora. O filme foi um grande sucesso, assim sendo foram lhe pagos alguns milhões de marcos.

E nada foi ouvido sobre ela ate agosto de 1983 quando ela foi presa durante uma blitz no apartamento de um traficante de heroína e foi acusada de “aquisição para consumo próprio”.

Acabou sendo sentenciada.

A entrevista a Revista Stern:

Christiane, você foi condenada a pagar 3.000,00 marcos por ter sido pega com heroína. O julgamento surpreendeu você?

Não, eu estava pronta. O juiz e os advogados sabiam no que iria resultar.

Você declarou na corte que jamais iria pegar em heroína novamente, que esta foi a ultima vez…?

Você pode ver o que eles escrevem. Eu não disse isso. Eu não posso saber isto agora, e seria embaraçoso se acontecesse de novo. E eles gostariam, pois seria outro escândalo, mas eu não vou ficar mais na Alemanha, eu vou embora.

E pra onde você quer ir?

Ah, talvez Itália

E por que a Itália?

Lá a vida é muito feliz, todos falam ao mesmo tempo, isso me diverte

Por que você teve esta recaída?

Eu não sei. Esta foi a chance. Quando sabemos a sensação que temos com a heroína nunca esquecemos. É muito boa…

E acaba em catástrofe. Você passou por isso: dependência, precisar de dinheiro, roubo, prostituição. E vários de seus amigos morreram por causa da heroína.

 Prostituição foi a pior coisa, isto eu nunca mais faço. Depois de tudo, agora estou velha.

Nunca pensa em poder cair novamente?

Bem, eu prefiro tomar heroína do que um copo de álcool. Ela não é uma droga pior que o álcool. Nunca a heroína provocou tanta ruína quanto a que é feita pelos alcoólatras.

Mas, com a heroína a descida é rápida…

Bem, minha recaída não me causou danos. Eu não mudei socialmente.

Mas você se encontrou novamente com a policia…

Ah, os policiais, os únicos que nos pegam e prendem, ….já foi a minha idade. Eles eram terrivelmente rudes. Olhavam para nos já com as algemas, como cães presos em um canil e não podíamos falar nada, que eles jogavam fora nossos maços de cigarro.

Você tem ido a Estação Zoo?

A estação Zoo é um lugar muito querido. A cena muda constantemente, a estação Zoo é tudo. Uma hora estávamos lá, e na outra ninguém sabia. Não sinto nenhuma vontade de chorar quando caminho por lá.

Você virou uma espécie de Joana D’Arc na cena das drogas nos anos 80. Você sobreviveu e caiu fora. Você nunca sentiu uma compulsão de socorrer e ajudar as pessoas viciadas?

Não, eu nunca me senti responsável pelos outros. Cada um precisa saber o que esta fazendo.

Você já se viu como um ídolo, um símbolo da esperança para os desesperados?

Eu sempre achei engraçado ler isto nos jornais. Nunca me senti como um ídolo. Aquilo foi outra pessoa.

Aquela pessoa, a famosa Christiane F., foi convidada pelo chefe da editora Diógenes, de Zurich, por 8 semanas. Como uma peça em exibição na alta sociedade?

 Eu não aceitei prontamente. Anna Keel, a mulher de Daniel, dono da editora, me telefonou em Berlim me convidando a Zurich. Apos um ano, eu fui. Eles me trataram como uma filha. Eu quase os chamei de papai e mamãe.

Quantas vezes você leu o livro Christiane F. ?

Acho que umas 3 vezes, eu sempre tentei pensar que aquela garota do livro não era eu. Eu também procuro saber por que as pessoas gostaram tanto do livro.

E de quais outros livros você gosta?

The Grosskotz, de Mathias Nolte. E Cream Train, de Andrea Carlo. Estes são meus favoritos.

Você agora é uma green?

Desgraçado, os “greens” não são profissionais, desde que eles lutam entre si mesmos.

Você nunca conversou com os “greens”?

Não, eu detesto conversas.

O que é mais interessante que conversas?

Assistir TV, preferencialmente deitada na cama. Eu não suporto ler jornais. Na música, nada me interessa. Se a multidão vai ver Tina Turner, eu não tenho que ir, prefiro bandas de garagem.

Você escuta seu walkman?

Isto foi roubado, como tudo. Eu fui roubada por uma amiga. Puta. Ela pegou tudo. Cosméticos, roupas e 700 marcos. Eu prefiro não ter mais dinheiro. Eu vivo no mundo errado, com os amigos errados. Mas eu não posso mudar nada.

Você não tem ninguém a quem possa pedir ajuda quando não esta bem?

Não !

E sua mãe?

Eu não sei o que dizer a minha mãe.

Você não pensa em voltar para os estudos ?

Não. O estudo é antiquado. Aprendemos tudo em 6 meses e nos somos explorados.

Você sabe no mínimo cozinhar para si mesma?

Eu não sei cozinhar, e se aqui não tiver nada pronto, eu não como.

Que tipo de mulher você gostaria de ser ?

(pausa longa) Eu acho que não estou mal …

 Então…você não tem nenhum plano ?

Quando faço planos e eles fracassam, eu fico depressiva. Por isso eu não tenho desejos ou sonhos.

O que você imagina para o amanha?

Eu não presumo nada com ninguém durante um período maior que uma semana

E sobre as férias ?

Quando quero viajar, eu compro a passagem e vou…

Você gosta de ficar sozinha, pensando?

Eu odeio isso. Quando meu namorado voltar pra Israel. Vou ligar para alguém vir pra cá morar comigo.

Medo da solidão. Ou outra coisa?

Bem, eu tenho medo de trens. Eu sempre penso que quando eu morrer, será embaixo de um trem.

Você recebeu muito dinheiro com o seu livro e comprou este apartamento. Onde está o resto do dinheiro. E quanto disto esta aqui neste caixão?

Não… neste caixão eu guardo todas as minhas coisas.

Então você esta quebrada agora?

Eu estou falida, Eu tive que pagar 65% daquilo em taxas.

O que você esqueceu de fazer ?

Quando meu dinheiro veio, ele foi direto para o Tesouro Público. Assim meu telefone foi cortado.  Eu não paguei a junta de posse e outras coisas.

E como você pretende fazer dinheiro no futuro ?

Eu não consigo imaginar que o trabalho seja prazeroso. Eu me sinto muito mal quando me perguntam no que eu gostaria de trabalhar. Provavelmente eu não sou madura pra saber o que quero.

Mas o que você gostaria de fazer ?

Atualmente eu quero ter um santuário particular de animais. Mas meus amigos são contra isso. Eles dizem que eu joguei minha inteligência pra longe. Eu gostaria de fazer algo que poderia mudar o mundo.”

Em 2007, Christiane apareceu em um programa de TV Alemão, e confrontada com esta entrevista a revista STERN, disse não lembrar de quase nada daquilo:

. “Os médicos vivem torcendo pela minha morte. Contam os dias para isso e aqui estou eu, talvez eu devesse me lembrar ou revelar que alguns médicos por quais passei, ofereceram dinheiro para que eu me prostituísse. Um deles de ofereceu uma quantia que daria para comprar um carro típico classe-média, um Golf, por exemplo, cuspí na cara do safado.”

“Eu nunca quis ser exemplo de nada a ninguém, acho que cada um deve saber o que está fazendo. Eu, pelo menos, sei o que faço. Sou contente da forma que vivo, talvez vocês não entendam isso mas no final, o que importa? Eu não me importo com vocês.”

“Eu acho esses neonazistas engraçados, vivem proclamando o nome do Diabo e de Hitler por todos os cantos mas buscam alguém em carne e osso para adorarem. Eles tentaram me tornar um símbolo deles quando disse que os jovens da era nazista tinham perspectivas melhores. Mas o que eles fazem para mudar as perspectivas deles ? Os turcos continuam invadindo a Alemanha.”

“Detlef foi o grande amor da minha vida, quando digo foi eu me refiro tanto a Detlef quanto aquilo que você chama de amor. Ele vive se dizendo limpo, é mentira, é mentira porquê ninguém se livra da heroína. Ele ainda é um viciado,  e pelas minhas contas, ainda se prostituiria se pudesse.”

“Quero ir embora da Alemanha, é tudo que desejo, esse país perdeu tudo aquilo que tinha de verdadeiramente alemão, que pode ir desde os garotos que jogam futebol até a cultura tradicional. A sujeira está por todo lugar. “(Quando Christiane diz “sujeira”, ela refere-se aos imigrantes turcos que ela já esculachava em seu livro )

“Hoje vivo refém da metadona, mas por alguma razão, acho que os trilhos dos trens serão o ponto final da minha história.”

Nos últimos tempos Christiane passou um periodo morando com dois tios e o filho, Jan-Niklas, em Berlim.

Em 2008, ela e o namorado decidiram imigrar para a Holanda, levando a criança, mas ao ter conhecimento do plano, a justiça Alemã tomou a criança da mãe, com a ajuda da policia. Pouco tempo depois ele sequestrou o próprio filho e o levou para Amesterdã, onde voltou a consumir heroína.

Quando voltou a Alemanha em meados de 2008, a justiça retirou a guarda do filho de Christiane.

Anúncios

66 Comentários

Arquivado em Cultural, Livro, Movies, Urbano

66 Respostas para “Christiane F.

  1. Uia.. assisti esses dias e não da pra imaginar q ela ainda esta viva….
    Gostei do post..
    FLW

  2. Déia

    Foi legal saber o que aconteceu com ela. Quando criança, achava que a personagem era ficção.
    Ela tá um bagaço!!!!

  3. zélia

    Li este livro com minha filha mais velha. Ficamos muito impressionadas com os relatos realistas existentes nele.
    Nunca imaginei que ela ainda estivesse viva e é uma pena que não tenha aprendido nada com todas as lições que recebeu da vida.

    • renata

      Gente, o que as pessoas não entendem, é que a questão não está em “aprender” ou não. Quando alguém conhece a sensação que a droga proporciona, não esquece nunca. A dependência não é algo simples como muitos pensam. Todo mundo quer sair (ou quase todos)! A maioria, quando consegue, tem recaída. Não é falta do que fazer e nem de vergonha na cara. É doença. Chega de julgar os outros sem conhecer. Todos nós fazemos algo errado e todos têm seus motivos. Zélia, não foi uma resposta para você, não! Eu só aproveitei suas palavras! Abraço.

    • Valdir Souza

      Realmente, pelas respostas dela ela parece não ter se arrependido de nada e parece também não ter a mínima consciência do que a heroína lhe fez. Triste!

  4. FÁBIO

    APRENDER O QUE MEU CARO AMIGO É CURTIR ATÉ O ULTIMO MOMENTO PARA QUE SERVE A LIÇÃO…………………………….VIDA VIDA HAHAHAHAHA SO CURTIR

  5. grazi

    ha tempos li esse livro.. ele e otimo mostra de certa forma a realidade que vivem muitos jovens hoje em dia. o que e uma pena que as pessoas fexem os olhos pra isso..

  6. Marcos Creation.

    Assisti ao filme e li o livro também,gostei bastante de ambos mas já tinha a certeza de que ela nunca conseguiu realmente se livrar do vicio…
    E lendo essa entrevista percebo que continua a viver feito um zumbi pois assim como muitos mitos ela foi usada para dar exemplos do que não se deve fazer mas mentiram quando falaram que ela havia vencido o vicio.
    Concordo com ela em algumas coisas que disse,nessa ultima entrevista só que não são só os turcos que, produzem & traficam drogas ou emporcalham o mundo.

    Pois assim como muitas pessoas os alemães,não ficam atrás com o seu maldito recalque & frustração por não serem superiores como eles acreditam ser!!!
    Mas voltando a falar de Christiane ela nunca foi heroina e sim um bode espiatório como muitos já foram, tenho pena dela pois não é legal ser tão junkie ou contra o sistema assim pois logo se percebe a grande infelicidade em suas palavras ou basta olhar p/ essa ultima foto e vera a infelicidade em seu rosto.
    Mas isso não seguinifica que o sistema ou etc não tenha culpa claro que tem mas precisamos ficar atentos pois se por qualquer dificuldade ou problema nós já querermos da murro em pontas de facas não ficaremos bem jamais,valeu pela atenção.

  7. marcio machado

    sinto falta de uma epoca inocente , anos 70 , 80 , deixa pra lá , considero Cristiane como uma amiga , o tempo era diferente , quando ouço dizer Cristiane f fico triste , é como um dia nublado , o livro devo ter lido o livro 5 ou 6 vezes , o filme nem vou contar , resumindo eu me apaixonei por Cristiane , é isso

  8. Monique

    Nossa super interresante!
    Lembro que quando li o livro tinha 13 ano e fiquei impressionada, e ao ver o filme achava que mentira. Realmente não dá pra acreditar que com tudo que passou ela n tenha parado.

  9. paula monique.

    meu ela ta muito feia!

  10. nilson

    faz aproximadamente 14 anos que conheci a história de crhistiani f, desde então torço em ver em algum noticiario que ela esta recuperada totalmente, mas pelas entrevista acho que ela nao quer isso de verdade!!! creio que agente acaba sofrendo mais por querer o melhor para ela doque ela mesmo queira se recuperar.

  11. identificação

    sou conteporâneo da chistiane e li o livro faz tempo.
    esse dias vi de novo o filme na tv e fiquei curioso pra saber como está christiane. Fiquei surpreso que ainda estivesse viva e acho que sempre me identifiquei muito com ela porque tive momentos parecidos, só não entrei no mundo das drogas por falta de coragem, ( ainda bem )

  12. COMO UMA PESSOA PODE SOFRER TANTO E Ñ ENTENDER Q DEUS A AMA POREM ELE Ñ ENTRA SEM KE ABRAM A PORTA ,É EDUCADO ;LI O LIVRO E ME DOI MUITO SABER KE ELA AINDA NORME NA S DROGAS ,+ACREDITO KE ANJOS A GUARDAM POR ISSO AINDA VIVE

  13. Márcia

    Li sua história á 12 anos, e isso me deu mais força para me afastar das drogas na minha juventude e espero q este livro sirva de exemplo para os jovens de hoje ….. ela ta mesmo feia…

  14. Cristina

    A graca da christiane é as drogas, o que seria ela…
    Amo-a mas ela vai ser sempre uma viciada e é isso que a faz christiane. Ela é minha ídala, qnd tinha 13 anos usava maconha, lds, extasy… E parei por ai…
    Hj em dia não faco mais nada, bebo só as vezes…
    Christiane se atolou na merda e quis isso, ela sempre soube que nunca sairia. Seria melhor se ela tivesse morrido. Poderiam criar um novo filme sobre a vida dela, pois o existente deixa a desejar. Ela era uma menina feliz e muito esperta por ter apenas 13 anos, no filme só mostram as desgracas de christiane. Acho que no fundo ela se divertiu muito, lógico que se fudeu também.
    Com tantos anos de viciada ela está ótima!
    A Stella é a mais fodida teve derrame e é uma completa louca… O Detlef é um merda que cagou pra Christiane e seu relato (livro)… Ela ta certa, ele é viciado até hoje, um belo de um hipócrita!
    Idiota foi ao ter filho, uma pessoa que não sabe cuidar de si própria, vai cuidar de alguém, o menino ou vai ser um careta ou outro puta drogado…
    Que antes de morrer Christiane nos presenteie com outro livro… ela tem muitassss históriasss..
    PLEASEEEEE TELLL USS!!

  15. Juliana Barros

    Essa mulher é foda pra caralho, ela é uma sobrevivente. Sei que ela não quer ser uma ídola, mas ela é a minha ídola.

    • Victória Barros

      concordo com vc, por mais que ache que a vida no mundo das drogas não seja uma opção pra mim, ela é sim uma MULHER DECORAGEM. até por que não é uqalquer um que entra nesse mundo e muito mesno são aquele que por força de vontde saem. adimiro essa mulher!

  16. cristiane é o sucesso é o talento daqueles que se perderam no mundo que ela esta…é claro que adorei a historia desta mulher é demais..mais po pessoal vcs estao exagerando né??
    existem mulheres mais novas que ela e estao um caco..cristiane esta inteira meu…isto e consequencias da vida todo mundo envelhece um dia,vcs nao querem ter 50anos com carinha de 20 né??ela caiu no precipicio e hoje pra ela despertar tem que aver amor proprio sera que ela tem??creio que nao..mas quem sabe um dia ela acorde e ve que a vida ja nao e mais a mesma,que ela ja foi noia,puta e que hoje ela mae e já uma senhora hein??sei la se ela prefere assim quem somos nós a julga-la..ne nao???….

  17. ipiglapice

    christiane f fez doi filmes…alguem conheçe os filmes e sabe onde encontra-los?

  18. rimbaud79

    Lei lazarenta, mundo desgraçado… Não se pode nem consumir drogas, tomam até seu filho por isso! O que é pior? Ser drogado ou arrancar filhos dos outros? PQP… Por isso somos junkies. Thanx god.

  19. manoela

    cara eu já vi umas 6 vezes esse filme e não me canso! é realmente igual á vida de um drogado mesmo. é de arrepiar!! e quanto a Chrystiane verdadeira é uma grande guerreira e mulher, as pessoas falam, criticam, mas só quem tem ou teve problemas com drogas, sabe com é sombria a vida de um drogado, e que quanto mais pesada a droga, mais se torna difícil, ou impossivél parar, e ela usa heroína! himaginem a escravidão dela com a droga!!E la é uma pessoa de personalidade forte, e penso como ela, fala na cara e não tá nem aí com nada.

    • Bruna

      ela tem personalidade forte ou ela é uma escrava como voce mesmo disse !? contraditório o que voce falou né. Se ela tivesse personalidade forte, desde o começo ou ela impunha que ela nao queria aquilo “ou me aceitam como eu sou ou saio da roda” ou “fosse aberta dentro de casa e aonde ela fosse”, mas nao sempre tinha que por embaixo do tapete e a mãe so servia quando tava p morrer e o pai p bancar ela, se isso é personalidade forte então já nao sei distinguir quem é influenciavel e nao influencia .

  20. Ruiva

    Se ela fosse brasileira, teria virado celebridade igual a puta Surfistinha.
    Mas eu gostei tanto do livro quanto do filme da CF. São obras que chocam, pois mostram como uma pessoa chega ao fundo do poço sem sentir, no quesito drogas. Ela tenta parar varias vezes, mas nao é capaz. E assim a droga consome ela. Não há final feliz e isso é o interessante e verdadeiro.

  21. didi

    caramba ainda nawm li este livro e nem assisti este filme + me interecei por esse filme num dos comentarios de minha mãe sobre ele foi passado na escola dela. eu pedi p meu pai comprar mas ele disse que nawm é coisa pla mim mas eu ja tenho 14 já nawm posso??????? mas pela entrevista e por alguns comentarios que li este filme parece ser uma lição de vida nawm para sermos como ela mas p nawm fazermos o que ela fez. nawm eh??????????

    • Bruna

      exatamente Didi, leia o livro ou assista o filme com sua mae ou seu pai. Ela errou muito, e as consequencias refletem na vida dela até hoje . Entao pense muito antes de voce tomar atitudes p alguma pessoa na sua escola falar para voce fazer algo.. sempre que acontecer isso, pense : isso tras algum beneficio p mim ? será que minha mae vai gostar ? nao faça nada NUNCA sob pressao, seja sempre voce 😀

  22. Bruna

    Deus é o unico a muda-lá completamente, mas a cabeça dela é tao vazia tanto quando ela tinha seus 12 anos. Ela sempre quis ser a diferente e na verdade se tornou tao igual ou pior que muitos, nao ter personalidade para ser reconhecida em um grupo é um dos maiores erros para um adolescente até nos dias de hoje, tenho 17 anos e fiquei sabendo da história dela agora. Fiquei encantada com a clareza de como foi relatado sua trajetória deprimente, mas nao a idolatro, nao tem como idolatrar uma pessoa que se jogou no fundo do poço por simples querer SER ALGUEM e ela só alguém pelo o que ela foi a anos atras, porque até hoje nao faz nada da vida . Fiquei encantada com a clareza como foi descorrida a história dela, mas nao a idolatro, nao tem como idolatrar uma pessoa que nao tem o controle de si mesma e que se jogou no fundo do poço , falta apenas racionalidade nela . Não é impossivel desintoxicação, mas é algo aparentemente o que ela nao quer e isso afasta o filho dela, coisa que ela fez com a própria mãe. Viver a vida nao é se drogar ao extremo, viver a vida é saber aproveita-lá pensando nos pós e nos contras, a vida familiar dela nao ajudou muito na formação de personalidade dela, ela é oscilante em todos os momentos da história, ela falava que nao queria ser igual os ”burgueses” mas nunca soube o que queria da vida dela, até hoje nao sabe. Nao faz nada, vegeta dentro de um apartamento e quando ta irritada usa a droga. Achei impressionante ela estar viva, entao que Deus a conserve e enxergue a vida para ela nao cometer os mesmos erros com o filho (duvido, mas nada é impossivel) Ela nunca foi inteligente e sim Burra . Seja voce mesma sempre nao o que os outros querem que voce seja 😀

  23. simone

    qndo tinha 13anos ,cometi o erro de ler esse livro…..ñ entendi o recado q o livro queria passar ,e começei a venerar a cristiane queria ser como ela…..e consegui…..infelizmente ,sofri muito……diferente dela consegui largar a prostituição e as drogas P/ SEMPRE!, hoje tenho duas filhas uma de 15 e a outra de 10anos ñ quero q ela nem cheguem perto desse tipo de literatura,deixo aki um aviso aos pais:LIVROS RECOMENDADOS P/ MAIORES DE 18ANOS ,JAMAIS DEVEM SER LIDOS POR MENORES, ELES Ñ TEM MATURIDADE P/ ASSIMILAR CERTOS CONCEITOS.

    • Victória Barros

      Me desculpa se minhas palavras vão te ofender, porem não concordo com vc que esse livro tenha apenas de ser lido por maiores de 18 anos, até por que eu tenho 17 e lí;
      Eu tenho certeza que para ler um livro do gênero do de cristiane, é preciso antes de tudo mentalidade para poder discernir o que é certo e o que é errado. Estou te dizendo isso, por que conheço pessoas com muito mais idade que eu, que não tem mentalidade nenhuma
      para poder ler uma obra desse gênero, e se um dia eu tiver uma filha ou um filho (independente da idade) e eu achar que esse “ser” tem capacidade de ler esse livro, eu vou ser a primeira a estender minha mão e lhe entregar um exemplar!

  24. Victória Barros

    A aproximadamente 1 mês atrás li o livro, particulamente fiquei encantada com a história dela, principalmente quando descobri que era uma história real.
    Estava procurando saber mais sobre atal cristiane, foi quando li que ela ‘supostamente’ havia voltado ao mundo das drogas, me desepcionei,
    porém dou muita força pra que ela lute e consiga sair dessa novamente.
    só mais uma coisa:
    Cade Detlef? O que aconteceu com ele?
    será que alguém tem essa resposta?

    • Edu Lawless

      Ola Victória.

      Obrigado pelos comentários e pela visita ao TsQc. Segundo as pesquisas que fiz sobre Detlef, ele supostamente havia saido das drogas, casado e tido filhos (ou algo assim). Mas não me aprofundei em detalhes sobre ele. Na última entrevista que a Cristiane deu ela dizia que ele ainda era um viciado e tals… mas contabilizando a história toda dela a credibilidade dela atualmente é menos que zero. Ela sempre será uma lenda e poderia ter feito disso um beneficio em pró de ajuda a viciados e tals… mas pelo visto não se importou com isso. Uma pena!
      Edu

  25. Luísa

    muito bom saber a continuação de uma história tão emocionante. Li a pouco esse livro fiquei muito triste tão triste de chorar toda vez que lia uma parte do livro. Mais valeu muito ler.

  26. dudu

    essa christiane e muita otaria msm!!! achava que ela era totalmente diferente; mas pela entrevista vejo que nao. se tivesse morrido era mais lucro.nao ajuda ninguem nem a si mesma! na minha cidade tem um cara que usou crack por dez anos e parou ha uns quatro, hoje ele e fisiculturista e nem cigarro fuma incentiva a turma a largar a droga e correr pro esporte; um cara como esse tem muita mais valor que ela

    • Renata

      Oi,Dudu. Só quero dizer que todos tem seu valor. Esse cara da sua cidade, se ele está vivo, pode ter uma recaída. Ninguém está livre disso. Mas, tomara que isso não aconteça. É o que desejo para ele. Muita força! Acompanho até hoje a luta da minha irmã contra o vício. Ela é uma pessoa maravilhosa, bondosa, ama as pessoas e os animais. Trabalha e gosta do que faz. A doença é para sempre, às vezes dá as caras. Mas ela é muito mais do que isso.

  27. doc

    É muito triste essa história. Tão antiga e tão atual. Queria mesmo que ela tivesse mudado seus pensamentos Dudu, mas a gente só muda de verdade com o tempo. Mudanças bruscas imediatas são falsas em sua maioria. E ela precisa mais tempo. Mas desejar que ela tivesse morrido é um pouco demais. De um jeito ou de outro, o livro e o filme cumpriram um papel na história evolutiva do mundo, e se ela tivesse morrido, o livro não teria sido escrito, visto que os jornalistas tomaram os depoimentos diretamente dela. Valeu.

  28. camilla

    li o livro aos 14 anos…lembro que fiquei mt chocada,penalizada com a situacao dela,mas gostava dela,achava ela com um senso de humor negro e apesar das drogas e da prostituicao,conseguia entende-la….mas hj aos 31, vendo seu estado,apesar de uma especie de conduta contra o sistema,no fundo,me parece,q ela eh apenas uma alma perdida e tristemente sem razoes para viver..
    bjos,Mia.

  29. JULIANA ''A BOCA MALDITA''

    GENTE, CAIAM NA REAL UMA COISA É ELA AINDA TA VIVA (POR SORTE OU MILAGRE) OUTRA É JÁ SER UMA VELHA QUE AINDA VIVE SE DROGANDO POR AÍ E DEIXANDO O FILHO DELA EM INSTITUIÇÕES PORQUE NEM CAPACIDADE PRA CUIDA DELE ELA TEM! E VOCÊS VÊM DIZENDO QUE ADMIRAM, UMA COISA É FICAR CHOCADO POR ELA AINDA ESTAR VIVA (QUE ALIÁS É POR PURA SORTE MESMO) OUTRA É DIZER QUE ADMIRAM ELA! ADMIRAR PORQUE ? A MULHER NÃO FAZ NADA DA VIDA, NÃO SABE NEM CONVERSAR DIREITO QUE DA PRA PERCEBER NAS ENTREVISTAS QUE ELA CONCEDE, NÃO SE ARREPENDE DE NADA E VOCÊS FALAM QUE SÃO FÃ. AH QUE CONCEPÇÃO DE FÃ VCS TÊM? VÃO SE FODER UHUDADUUUHHUDUHDSUASHDUAHSDUAHSDUH CAMBADA DE BURROS

  30. cristiane

    eu assisti o filme, a principio por ter o nome igual e tb tinha 13 anos, hoje estou lendo o livro, estouu mais chocada do que anos atrás, e mais chocada ainda por saber que ela ainda continua nas drogas. É dificil dizer algo da Cristiane, mas meus sentimentos é de pena e minha vontade imensa é de conversar com ela, que vontade imensa de conhece-lá… Cristiane, já que vc nunca pensou em si mesma, pense pelo menos agora em seu filho….

    • Cejane Monteiro

      Nossa realmente e chocante saber que ela esta viva e acabada assim de tanta droga! Estou justo agora em Berlin de visita e lembrei do livro, assim comecei a procurar algo até que encontrei esta entrevista! E uma pena saber que ela segue assim! Esse livro marcou tanto minha vida e agora estando aqui e como se vivesse um pouco do que li! Ela nao aprendeu com a vida, mas querendo ou nao ensinou muitos!

  31. fanny

    ja vi o filme, li o livro e eu amo a christiane! amo ela estando certa ou errada, ela pra mim é uma diva!
    queria saber do detlef, sera q ele ta vivo? queria ver foto dele hj em dia!

  32. andressa

    o vicio é dificil mas entra kem ker

  33. Emilly Maria

    vi o filme recentemente em uma aula de biologia , no qual a profesora passou pra pooder fechar um trabalho qe fizemos sobre drogas ‘
    fiqei super chocada com as cenas retratadas nele , mtas cenas não aguentava ver pq achava um nojo’
    convivi e convivo até hoj com pessoas qe se drogam ,
    acho um absurdo pessoas disperdiçando suas vidas com coisas inúteis e qe não irão trazer felicidade nem uma vida melhor pra ninguém .
    Christiane fez uma escolha errada tão nova , decidiu seguir influências de amigos , mais acho qe ela não teria sido desse jeito se a mãe dela como retrata no filme , tivesse dado tanta liberdade pra ela fazer oqe quizesse , ela usou de forma errada a liberdade qe a mãe dela depositou nela .
    ela poderia mto bem ter usado essa liberdade em uma forma melhor , em algo qe fizesse com qe hoj ela teria orgulho .
    depois de ter visto o filme resolvi ver a vida dela , me surpreendi ao ver qe ela havia sobrevivido , me suroreendi mais ainda ao ver qe ela não largou esse mundo das droogas , cara , onde esta a vergonha dessa mulheer ?
    ela devia pensar melhor , e seguir um rumo na vida , ela esta velha não morta , ainda há tempo de ela se tocar e mudar a vida dela , o tempo só irá acabar qnd ela morrer ‘
    não to desejando a morte dela , apenas torço pra qe ela siga um rumo melhor ‘
    tenho 16 anos e não qero nunca viver oqe ela viveu , miinha irmã tem 13 anos e eu cuido muito pra qe ela nunca faça isso ‘ amo ela demais .
    sei como são os drogados , como eles agem qnd usam essa merda qe er a droga . meu ex padrasto era drogado e ja tentou matar minha mãe , ja faz mais de 25 anos qe ele se droga , sendo qe ele tem 35 anos , não desejo a morte dele nem o pior dele , apenas espero qe ele tbm mude de vida .

  34. PAULO FERNANDO OLIVEIRA DOS SANTOS

    É um sistema que alguém vira refém dessa bosta. Alguns parece que veio ao mundo para revolucionar esse sistema maldito. Quem tem seu filho não quer esse mundo de ilusão para eles. Assim como Rau Seixas, Cazuza, Cristiane etc. Eles deram a cara a tapa, quem se atreve? Eles levaram isso à sério, como um afronta aos dogmas existentes. Eu, anônimo, alguém ia se portar, pra caralho! Então, não se empolgue, mesmos que o mundo seja dos loucos. E vou te contar, um “maluco” bobo e sem imaginação, é sem graça, não é? E também não precisa ser tão careta, tá. Até ! vou ler um livro.

  35. Jimmy

    Ninguém vem ao mundo com a responsabilidade de ser um exemplo para os outros, cada um faz as escolhas que quer, e Christiane fez as suas. Não foi mais irresponsável por isso do que uma qualquer marca de bebida alcoólica ou de tabaco que faz publicidade e sugere aos seus clientes o consumo de produtos perniciosos em troca de milhões. Pensem nisso.
    Quanto à heroína, uns chamam de “droga” porque é vendida nas ruas, mas enquanto é administrada sob a forma de morfina nos hospitais chamam-lhe um “medicamento”, portanto é fácil perceber que no fim é o preconceito a falar mais alto. Sim, eu confirmo, a sensação da morfina é maravilhosa, ela faz-nos esquecer os problemas, a ansiedade, os conflitos interiores e o desconforto físico. Portanto tem demasiadas potencialidades boas para ser ignorada ou apelidada de veneno. Talvez os cientistas devessem tratar de trabalhar na sua composição molecular de modo a deixar o bom subtraindo o lado aditivo. Isso sim, seria trabalho produtivo, em vez de se promover a sua demonização por ignorância e preconceito.

  36. o que aconteceu com Detlef R.,? e quem foi o pai do filho dela ???

  37. Joyc

    Não consegui entender oque aconteceu com Detlef ‘-‘

  38. Eu li o livro e vi o filme quando eu morava fora do brasil com meus pais fui morar na Alemanha e quando eu tinha 15 anos namorei o amigo de detlef r o axel vivi muitas coisas cm ele conheci Christiane f e fiquei chocada ee surpresa de ver cm ela teve capacidade de faze isso hj era para eu tar cm o axel so q ele morreu de overdose então hj eu moro no brasil tenho tres filhas uma de 12 uma de 14 e uma de 10 e todas ela veeem o filme cmg e ficam chocadas cm isso e isso serve de lição para todos os q começaram e os q n nunca fizer n me canso de ver e ler o livro

  39. Quando fui morar na Alemanha cm meus pais uma amiga minha me recomendou ler o livro depois de tres meses namorei axel melhor amigo de detlef r vi o quanto a heroina acabava cm a vida deles eu e axel era cm cristiane e detlef muito apaixonados nos eramus so q eu nunca usei droga nenhuma conheci Christiane detlef babisi setella eles nunca me influênciaram a usar depois de em 1977 axel morre de uma overdose eramus nnoivos entao vim de volta para o brasil hj to cm 35 anos tenho tres tres filhas uma de 14 uma de 15 e uma de 18 mostrei a realidade para elas dee cm e o mundo das drogas e o extremamente horrivel pra vcs q tem filho filhas entre outros nunca deixem ele passarem porr isso # fica a dica.. !!

  40. Vivi f

    Eu amo Christiane e a admiro muito. Pra vcs que ficam falando mal dela va se ferrar pois ela sofreu muito na infância. Ela se arrepende muito do que fez.

  41. A verdadeira transformação é a do espírito.. jesus renova todas as coisas.
    Ela ainda continua escrava , pq o verdadeiro liberto quer mudar o que está em sua volta e o mundo. Ela não está nem aí pra ninguém. Quem garante que ele não mexe mais com drogas? Só um idiota pra acreditar

  42. Eu acho ela uma guerreira, so quem usou drogas pra saber como é dificil a vida apos ela, e mais dificil ainda é assumir seu passado e ter orgulho dele porque afinal ele é quem torna vc oque é hj. Ridiculo é o Detlef que fala que nao amou ela que aquilo foi as drogas, e que esta limpo e nao é mais viciado, uma vez viciado sempre viciado, a questão é saber controlar as recaidas,

  43. Na minha ”Humilde” opinião, os jovens daquela época não tinham tanta informação como os de hoje, muito menos um dialogo aberto com os pais…entravam numa bad trip dessas até por igenuidade, querer ser o descolado da turma etc…só entra no mundo das drogas hoje em dia o jovem que quer, é uma viagem sem volta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s