Arquivo da tag: Gírias

Gírias do Fundo do Baú

Outro dia ouvi na rua uma pessoa, relativamente muito nova, soltar uma pérola: “Bregnaits”… Nossa!!! Há quanto tempo eu não ouvi essa gíria…

Parei para pensar em quantas gírias eu já vivi (ouvi e falei) e que se foram. Realmente me senti lisonjeado de estar sempre fazendo ‘updates’ para me manter no mesmo linguajar moderno (mesmo que ache estúpidos às vezes, mas ao menos interado para saber o que significam) que a ‘galera’ costuma falar.

Mas voltando ao ‘Bregnaits’, descobri que essa gíria era uma espécie de coringa das gírias (nem uma grafia correta ela tem: bregenights, bregnights) funcionava para tudo: “Vamos naquele Bregnaits”, “Viu aquele bregnaits?”, “Vou tomar um bregnaits”, “Quer comer um bregnaits?”… quanta criatividade!!

O efeito ‘Bregnaits’ me fez pensar em outras tantas gírias que já se perderam no fundo de velhos baús e que raramente alguém desenterra:

Dar uns malhos, dar uns ralos (que romântico) – beijar, ficar;

Breguetes – qualquer coisa (principalmente aquelas que lhe fugiam o nome na hora H);

Cocotinha, Pitchulinha – mulher bonita, gatinha;

Pão – homem bonito, gatinho;

Supimpa – (sem comentários);

Xuxuzinho – (sem comentários – parte 2);

Infinidade de pérolas como essas são criadas a cada geração e passam do modismo ao brega num piscar de olhos. As enxurradas de emails que recebemos relembrando décadas passadas entre produtos e imagens, às vezes esquecem das preciosas gírias  que costumavamos usar.almaque anos 80

Para ilustrar um pouco isso tudo, quem estiver a fim de se divertir a custos dessas e muitas outras peças do fundo do baú, basta juntar 4 ou 5 amigos ao redor de uma mesa em posse do Jogo do Almanaque dos Anos 80 e rir a valer!! Esse livro pode ser até encarado como um jogo, mas a grande diversão mesmo é mandar umas perguntas para a galera e rachar o bico com as insanidades que vão surgindo das respostas, performances, cantorias… para se ter idéia, dá para relembrar que a Nelsinha Brizola (alguém lembra dela?) inventou a palavra “mintchura” (mentira) que virou febre trocar o ‘T” por “TCH” na época… diversão mais do que garantida, com certeza!

Outra fonte de pérolas das gírias oitentista você encontra nas músicas de bandas de Rock Nacional da época, como a ‘Blitz’ por exemplo, que tinha suas letras sátiras e debochadas.

A único efeito colateral disso tudo é que provavelmente várias coisas podem ficar martelando sua cabeça por muito tempo… BREGNAITS… BREGNAITSSS… BRE-GE-NA-I-TSSSSSSS… e você ainda pode soltar uma dessas por ai (tirem essa palavra da minha cabeça pelo amor de Deus!!!).

E ai, alguém lembra mais de alguma pérola?

PS. Leiam os comentários que estão fantásticos e repletos de gírias sensacionais!!!

Anúncios

16 Comentários

Arquivado em Cotidiano, Cultural, Urbano